Relógio da vida

Relógio da vida

A Poem by Irene Chemin

Tic toc
Tic toc
Batia o relógio da sua cabeça

Vai saber se o tempo passava
Ou em que horas havia parado
Um, dois, três minutos
Mil
Desde que você partiu

Tic toc
Tic toc
Bate o relógio do amor

Quantos anos terão de passar
para eu esquecer toda a dor
que você me causou?

Tic toc
Tic toc
O relógio parou

E agora?
Quando eu vou saber
que a hora de seguir em frente chegou?

Quem sabe o trem da felicidade está por vir
Tic toc
Quem sabe já passou

Tic toc
Tic toc
E esse relógio nem existe

Desapeguemos do tempo
Já deu a hora de esperar
Temos tempo o bastante para sermos felizes
Até alguém cansar
(podemos até casar!)

Toc toc
A vida bate na nossa porta
Vamos?

© 2012 Irene Chemin



My Review

Would you like to review this Poem?
Login | Register




Request Read Request
Add to Library My Library
Subscribe Subscribe


Stats

112 Views
Added on November 30, 2012
Last Updated on November 30, 2012

Author

Irene Chemin
Irene Chemin

Brasília, DF, Brazil



About
“A alma experimenta, portanto, um “anseio amoroso” de retornar à sua verdadeira morada. A partir de então, ela passa a perceber o corpo e tudo o que é sensorial .. more..

Writing