Para além desse mundo

Para além desse mundo

A Story by Henrique Kasai
"

Só para Ingrid

"
De vez em quando o destino brinca com as pessoas. Cada desafio nos faz crescer e cada barreira nos torna diferente.

Jack e June tinham acabado de se casar, aquela felicidade tipica dos recém casados. A lua-de-mel em bora bora fora nas estrelas, um completava o outro, emocionalmente, fisicamente. Voce sabe, amigos voce tem por afinidade, amor se tem apesar de todas as diferenças. Planejaram tambem todo o futuro, aquele casal de filhos, logicamente, um casal de golden retrievers.

Voltaram então para casa, tocar a vida de sonhos que planejaram. O dia começou, aquele café da manhã pacífico, os dois conversando, começando um novo dia, June tomando um chá enquanto Jack comia uma torrada, de repente Jack cai no chão desacordado nem pode terminar sua torrada, coitado.

June se desesperou. Rapidamente foram ao hospital. Essa parte é triste, Jack mal teve chance, um aneurisma de aorta cortou precocemente o futuro dos dois. 1 mês ela esperou o pior, 1 mês ele em coma, não foi possível qualquer interferencia medica. June era agora uma viuva.

Uma semana depois do velório o correio trouxe para ela um dvd, na embalagem apenas uma coisa estava escrita: "me desculpe". Confusa, ela colocou o dvd para tocar, para sua surpresa, Jack aparece na tela, ele explica que ja sabia da sua condição, mas ele de jeito nenhum queria deixa-la triste ou preocupada.

Jack, naquele vídeo, estava vivo, quis pela última vez fazer June feliz. Junto com o dvd, estavam duas passagens para uma pousada que ficaram no aniversario de 1 ano de namoro. Uma que ficava nas montanhas de Campos do Jordão onde pela primeira vez eles perceberam que eram perfeitos um para o outro. Junto com as passagens, uma breve carta escrita: "leve qualquer pessoa que te faz bem".

June ainda meio receosa levou sua irmã que sempre esteve ao seu lado. Foram para Campos, tentar sair um pouco da tristeza que aquela casa vazia emitia. Ao chegar no hotel, outra carta e um dvd esperavam elas. La estava ele novamente, tinha ja montado todo um programa para elas fazerem. Fondue, andar a cavalo, degustação de vinhos e queijos, comida boa em lugares bons.

June e sua irmã fizeram então aquela que seria a última missao de jack. Pela primeira vez em muito tempo June estava feliz, toda a semana os dvds chegavam, sempre com jack neles, dando a ela muitas coisas para fazer, June estava ocupada demais para ficar triste.

Assim ocorreu por 1 ano, dvds chegavam e la ia June para mais uma diversão, em cada dvd Jack incentivava mais e mais June a sair e ter novas novas experiências, conhecer novas pessoas. No aniversario da morte dele, um dvd chegou, nele estava escrito: "libertação".

Jack, nesse ultimo filme disse a June:
"June,
não posso pra sempre aparecer nesse filme, meu tempo é limitado nesse mundo, mas todo tempo que tive com voce foi uma eternidade no céu, mesmo não sabendo como o céu é, mas a vida que tive com voce foi maior que qualquer doença, maior que qualquer dificuldade. Peço desculpas porque 1 ano não compensa uma vida, mas quero que saiba que sempre te amarei e seu anjo de guarda eu serei, pra todas as hora de fraqueza e tristeza. Nesse último filme eu te dou adeus, mas peço que voce veja esse último ano, veja que voce pode ser feliz de qualquer jeito, mesmo sem a minha pessoa. Não tenha medo de viver, meu amor. Você é uma andorinha e de jeito nenhum suas asas podem ser presas! Voe! Voe pelo infinito céu, quem sabe algum dia nós nos veremos no paraíso, adeus,
Jack."

Assim June conseguiu fechar aquele capitulo em sua vida, estava livre finalmente. Sua história começou de novo, mas isso fica pra outra história.


Te amo...

© 2014 Henrique Kasai


My Review

Would you like to review this Story?
Login | Register




Request Read Request
Add to Library My Library
Subscribe Subscribe

Advertise Here
Want to advertise here? Get started for as little as $5

Stats

246 Views
Added on August 25, 2014
Last Updated on August 26, 2014

Author

Henrique Kasai
Henrique Kasai

Parana, Brazil



About
Everything is devoured, from dusk to dawn I aimlessly write stuff, not a better word can replace stuff in such context. Because stuff will be devoured, eventually I as well, the point is, will I devou.. more..

Writing
Passos Passos

A Story by Henrique Kasai